A Gota D’Água

Emma de Mascheville

   “Já repeti milhares de vezes a explicação da “gota d’água” para pessoas que queriam saber algo por meio da Astrologia. Faço sempre o mesmo desenho para cada um, pois nele está a síntese de tudo o que precisamos saber da nossa vida. Mesmo sem termos outros conhecimentos de Astrologia, ele nos permite ajudar aos outros e a nós mesmos.”

Imaginem o Universo como um círculo em nosso redor:

Um oceano que divide o Universo em duas partes, visíveis e invisíveis;

… e uma gota d’água que chega à superfície, saltando para fora do oceano;

espelhando nela todo o Universo visível:

   A criança, ao nascer, é como a gota d’água. Na sua primeira respiração imprimem-se nela todas as vibrações e fluídos eletromagnéticos da metade do Universo; assim como a luz imprime-se numa chapa fotográfica, no instante em que ela se abre para a luz, e esta parte impressa e fixada é o nosso consciente.

   Entretanto, a Terra e o oceano não dividem nada, eles são em relação ao Universo somente uma gotinha: visível e invisível estão nela inseparáveis numa mesma forma. Manifesta-se então a parte invisível universal como o nosso subconsciente.

   Como o átomo é um Sistema Solar em miniatura, o ser humano é o Universo, a criação, e por consequência o Criador em miniatura, porém dividido  em dois: visível e invisível, luz e sombra, ativo e passivo, consciente e subconsciente.

   A base fundamental dessa divisão é a linha do horizonte, num eixo que divide o todo em duas partes. Este eixo básico, dividido em dois raios, penetra no consciente no sentido ascendente, e o outro se recolhe no subconsciente no sentido oposto, descendente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 12 =